Facebook

Pelotas

Cidade polo da região sul do Rio Grande do Sul, Pelotas mantém mais de 300 mil habitantes. Localiza-se a 250 km de Porto Alegre, capital do Estado, e está cercada por cinco estradas (BRs) que dão acesso a municípios dos países vizinhos Uruguai e Argentina. Pelotas conta com praias banhadas pelas águas da Lagoa dos Patos, mantém um riquíssimo patrimônio arquitetônico histórico-cultural e preserva fortes traços de sua colonização europeia que refletem na gastronomia. A economia da cidade é baseada, principalmente, no agronegócio e no comércio. Pelotas é considerada também uma cidade universitária por manter milhares de estudantes vinculados a três instituições de ensino superior, a Universidade Federal de Pelotas e mais duas entidades privadas.

Localização

  • Pelotas tem acesso rodoviário a importantes cidades do Estado e dos países vizinhos Uruguai e Argentina. Mantém porto fluvial com saída de cargas para o Oceano Atlântico e conta com aeroporto com vôos comerciais diários para a Capital do RS.

Principais distâncias:

  • Rio Grande do Sul:
    Chuí - 275 km
    Gramado - 376 km
    Jaguarão - 145 km
    Porto Alegre - 249 km
    Rio Grande - 59 km
    Uruguai:
    Punta de Leste - 450 km
    Montevidéo - 650 km
    Argentina:
    Buenos Aires - 1388 km

Belezas Naturais

  • Pelotas mantém uma forte relação com os recursos hídricos. A cidade é banhada pela Lagoa dos Patos, Canal São Gonçalo e Arroio Pelotas. A primeira trata-se de uma das maiores lagunas do mundo, que se liga ao Oceano Atlântico trazendo diversas espécies de frutos do mar aos pescadores locais, como camarão e peixes de água salgada. A Lagoa dos Patos dá origem ao Laranjal, um bairro localizado a 12 km do centro da cidade, formado por quatro praias (Santo Antônio, Valverde, Balneário dos Prazeres e Colônia dos Pescadores Z3).
    O Canal São Gonçalo é um dos mais importantes canais naturais do País, que liga a Lagoa dos Patos à Mirim, possibilitando acesso fluvial de Pelotas ao Uruguai. E o Arroio Pelotas corta a cidade possibilitando a navegação esportiva e de lazer, além da captura de peixes de água doce.

Patrimônio histórico

  • Pelotas é patrimônio histórico e artístico nacional, e patrimônio cultural do Estado do Rio Grande do Sul. A cidade possui dezenas de edificações tombadas ou inventariadas como patrimônio histórico e cultural.

Gastronomia

  • Conhecida como a Capital Nacional do Doce, Pelotas mantém a tradição de seus primeiros imigrantes portugueses na produção de doces artesanais a base de ovos. Ninhos, fios-de-ovos, babas-de-moça, camafeus, papos-de-anjo, canudinhos recheados e pastéis de Santa Clara podem ser degustados nas inúmeras doçarias da cidade. Anualmente, as entidades do comércio juntamente com as doceiras da cidade promovem a Feira Nacional do Doce - Fenadoce - que atrai milhares de turistas em busca das doces iguarias portuguesas.

Economia

  • A vocação econômica de Pelotas é o agronegócio e o comércio. A região é a maior produtora de pêssego para a indústria de conservas do País. A cidade contribui com cerca de 30% da produção de arroz do Estado, mantém um grande e qualificado rebanho bovino de corte e possui a maior produção de leite do RS.

UFPel

  • Em 2011, a Universidade Federal de Pelotas matriculou 17 mil alunos, sendo dois mil estudantes de pós-graduação e 15 mil de graduação. Atualmente são disponibilizados pela instituição mais de 90 cursos de Graduação, 13 cursos de doutorado, 27 cursos de mestrado, 22 programas de especialização, cinco tutorias à distância e sete residências médicas.

Galeria de imagens

  • Faculdade de Medicina UFPel

  • Prédio do CPE

  • Prédio histórico - Biblioteca

  • Prédio histórico - Prefeitura


Voltar

Programa de Pós-Graduação em Epidemiologia - Centro de Pesquisas Epidemiológicas