Facebook

Teses e Dissertações


2016


Aluno:Gabriela Callo Quinte

Título: Trajetória do Excesso de peso e fatores de risco para doenças cardiovasculares em adultos jovens

E-mail:gavizon7@hotmail.com

Área de concentração:Epidemiologia do Ciclo Vital

Orientador:Bernardo Lessa Horta

Banca examinadora:Janaina V S. Motta, Maria C. Gonzalez e Maria Cecília F. Assunção.

Data defesa:20/04/2016

Palavras-chave:Epidemiologia; Sobrepeso; Coorte 1982

O excesso de peso é uma condição associada com maior risco de hipertensão, diabetes e
doenças cardiovasculares. A revisão sistemática mostrou que o Índice de Massa
Corporal(IMC) na infância, combinado com o excesso de peso na idade adulta está associada
ao aumento do risco de hipertensão indicando que o ganho de peso durante o curso da vida
aumenta o risco de hipertensão. Outra revisão mostrou que o efeito do excesso de peso da
infância para a idade adulta é moderado pelo sobrepeso/obesidade na juventude. A maioria
dos estudos consideraram apenas dois pontos de tempo e foram realizados apenas em países
de alta renda. Neste contexto, o objetivo desta tese foi avaliar a associação do excesso de
peso ao longo do ciclo de vida e a composição corporal e os fatores metabólicos de risco
cardiovascular na idade adulta. Foram utilizados os dados dos acompanhamentos aos 2, 4,
18, 19, 23 e 30 anos, da coorte dos nascidos vivos em Pelotas, no ano de 1982. Em 2012-13,
todos os participantes da coorte de nascimento de Pelotas de 1982 foram procurados, dos
quais 3701 foram avaliados. Dados de peso, altura, composição corporal, pressão arterial,
glicemia e perfil lipídico foram coletados aos 30 anos. Para esta tese, três publicações
científicas foram elaboradas. Primeramente, elaborou-se um artigo com o objetivo de avaliar
a associação entre excesso de peso no ciclo de vida e a composição corporal na idade adulta.
Os participantes com sobrepeso ou obesidade somente na infância apresentaram composição
corporal semelhante aqueles que nunca apresentaram sobrepeso ou obesidade. Por outro lado,
os participantes que sempre apresentaram sobrepeso/ obesidade ao longo da vida tiveram os
maiores valores de gordura corporal. Realizou-se uma revisão sistemática procurando
evidências sobre a associação entre excesso de peso durante o ciclo de vida e os fatores de
risco para doenças cardiovasculares na idade adulta, e com os dados desta coorte foi realizado
o artigo abordando o mesmo tema da revisão. O estudo mostrou que nos participantes que
apresentaram sobrepeso ou obesidade somente na infância a pressão arterial foi similar a
daqueles que nunca apresentaram sobrepeso ou obesidade. Por outro lado, os participantes
que sempre tiveram sobrepeso/ obesidade ao longo da vida apresentaram os maiores valores
de pressão arterial sistólica e diastólica, glicemia ao acaso e menor colesterol HDL na idade adulta. Já o colesterol LDL e os triglicerídeos estiveram associados com o índice de massa
corporal atual, independente do que foi observado em idades mais precoces. Além disso, foi
observado que a manutenção do excesso de peso ao longo da vida está associado a um perfil
metabólico cardiovascular desfavorável, e esta associação é mediada pela massa gorda na
idade adulta. Estes resultados sugerem que apresentar excesso de peso na infância não
necessariamente significa estar destinado a apresentar fatores de risco para doenças cardio
metabólica na vida adulta, e reforçam a importância de intervenções para reverter a obesidade
na infância.

ABSTRACT

Overweight is a condition associated with increased risk of hypertension, diabetes and
cardiovascular disease. Systematic review showed that the BMI in childhood, combined with
overweight in adulthood is associated with increased risk of hypertension indicating that the
weight gain during the course of the life increases the risk of hypertension. Another review
showed that the effect of childhood overweight to adulthood is moderated by overweight /
obesity in youth. Most studies considered only two time points and were performed only in
high-income countries. In this context, the aim of this thesis was to evaluate the association
of overweight throughout the life cycle and body composition and metabolic cardiovascular
risk factors in adulthood. the data of the accompaniments were used at 2, 4, 18, 19, 23 and
30, the cohort of live births in Pelotas, in 1982. In 2012-13, all participants in the Pelotas
birth cohort from 1982 were contacted, of whom 3701 were evaluated. Data on weight,
height, body composition, blood pressure, blood glucose and lipid profile were collected at
30 years. For this thesis, three scientific publications have been prepared. Firstly, it was
elaborated an article in order to evaluate the association between excess weight in the life
cycle and body composition in adulthood. Participants who were overweight or obese only
in childhood showed similar body composition to those who never were overweight or obese.
Furthermore, participants who had always overweight / obesity lifelong had the highest body
fat values. We conducted a systematic review looking for evidence on the association
between excess weight during the life cycle and metabolic cardiovascular risk factors in
adulthood and with the data from this cohort a study was conducted addressing the same
issue of the review. The study showed that the participants who were overweight or obese
only in childhood blood pressure was similar to those who never were overweight or obese.
On the other hand, participants who have always been overweight / obese throughout their
lives had the highest systolic and diastolic blood pressure, blood glucose at random and lower
HDL cholesterol in adulthood. On the other hand, LDL cholesterol and triglycerides were
associated with the current body mass index, regardless of what was observed at earlier ages. Furthermore, it was observed that maintenance of excess weight over the life is associated
with an unfavorable cardiovascular metabolic profile, and this association is mediated by fat
mass in adulthood. These results suggest that presenting overweight in childhood does not
necessarily mean being designed to present metabolic cardiovascular risk factors in
adulthood, and reinforce the importance of interventions to reverse childhood obesity.


Programa de Pós-Graduação em Epidemiologia - Centro de Pesquisas Epidemiológicas